Modulares

EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

O que fazemos nesta área?

A nossa actividade centra-se essencialmente na realização de:
  • Cursos de formação profissional;
  • Acções, conjuntas ou individuais, de informação, orientação e motivação para a aprendizagem ao longo da vida;
  • Realização de eventos temáticos;
  • Desenvolvimento de projectos em parceria (nacionais e internacionais);
  • Recolha, organização e tratamento de informação temática;
  • Concepção e produção de recursos técnico-pedagógicos e didácticos;
  • Todas as outras actividades e projectos que possam contribuir para os objectivos estatutários nesta área.

Públicos-alvo prioritários das intervenções:
  • Pessoas que pretendam melhorar as suas habilitações e competências técnicas, profissionais e relacionais;
  • Pessoas com baixos níveis de habilitações académicas e maiores dificuldades de integração profissional e social;
  • Pessoas em situação de desemprego, sub-emprego, e/ou de inatividade;
  • Empresas e demais entidades que possam contribuir para a formação, nomeadamente prática em contexto de trabalho) de pessoas em processo de formação e qualificação.


Modulares

EMPREGO E EMPREENDEDORISMO

O que fazemos nesta área?

A nossa actividade centra-se essencialmente na realização de:
  • Acções promotoras da empregabilidade, como sejam estágios curriculares, profissionais ou outros;
  • Acções, conjuntas ou individuais, de informação, orientação e motivação para a integração profissional, o emprego e o empreendedorismo;
  • Realização de eventos temáticos sobre o emprego e o empreendedorismo;
  • Desenvolvimento de projectos em parceria (nacionais e internacionais) na área do emprego e empreendedorismo;
  • Recolha, organização e tratamento de informação estatística e temática;
  • Concepção e produção de recursos técnico-pedagógicos e didácticos de apoio ao emprego e ao empreendedorismo;
  • Todas as outras actividades e projectos que possam contribuir para os objectivos estatutários nesta área. Públicos-alvo prioritários das intervenções:
  • Pessoas em situação de procura de primeiro emprego ou de desempego, nomeadamente de longa duração;
  • Empreendedores e empreendedoras, nomeadamente de micro e pequenos negócios e empresas;
  • Entidades e públicos estratégicos que possam contribuir com a sua ação para a melhoria das condições de Empregabilidade e Empreendedorismo em Portugal.

Públicos-alvo prioritários das intervenções:
  • Pessoas em situação de procura de primeiro emprego ou de desempego, nomeadamente de longa duração;
  • Empreendedores e empreendedoras, nomeadamente de micro e pequenos negócios e empresas;
  • Entidades e públicos estratégicos que possam contribuir com a sua ação para a melhoria das condições de Empregabilidade e Empreendedorismo em Portugal.


EFA

CIDADANIA E INCLUSÃO SOCIAL

O que fazemos nesta área?

A nossa actividade centra-se essencialmente na realização de:
  • Acções promotoras da Cidadania, da Inclusão Social e da Igualdade de Oportunidades (nomeadamente de género);
  • Acções, conjuntas ou individuais, que contribuam para a definição e implementação de princípios e práticas de Cidadania, Inclusão Social e Igualdade de Oportunidades na sociedade portuguesa;
  • Realização de acções educativas, formativas e informativas que promovam a cidadania ativa, a inclusão social e económica de pessoas com necessidades específicas (nomeadamente derivadas de situação de deficiência) e que possam contribuir para diminuir todas as formas de discriminação e a promoção da igualdade de oportunidades;
  • Desenvolvimento de projectos em parceria (nacionais e internacionais) nas áreas da Cidadania, Inclusão Social e Igualdade de Oportunidades;
  • Recolha, organização e tratamento de informação estatística e temática nas áreas em causa;
  • Concepção e produção de recursos técnico-pedagógicos e didácticos de apoio à promoção da Cidadania, da Inclusão Social e da Igualdade de Oportunidades;
  • Todas as outras actividades e projectos que possam contribuir para os objectivos estatutários nesta área.
Públicos-alvo prioritários das intervenções:
  • Pessoas menos escolarizadas e/ou em situação de desempego, nomeadamente de longa duração;
  • Pessoas com necessidades de apoio social e económico, derivadas de situações de fragilidade física (nomeadamente pessoas com deficiência e idosos), de situação de exclusão social ou de pobreza;
  • Pessoas vítimas de situações de desigualdades e outras formas de discriminação e violência, nomeadamente mulheres, imigrantes, minorias étnicas e sem abrigo;
  • Entidades e públicos estratégicos que possam contribuir com a sua ação para a melhoria das condições de Cidadania, Inclusão Social e Igualdade de Oportunidades na Sociedade Portuguesa.